quinta-feira, 10 de maio de 2012

A Participação do Pai!



Bom hoje presenciei uma situação bem desagradável que também presenciei algumas vezes comigo, mas hoje a questão não é comigo exatamente.
Tem um amigo que acabou de ter bebê, a nenem tem uns 15 dias e bem hoje já a 3ª vez que ele se atrasa ou vem meio período por conta de uma cólica e ele sair correndo, por conta da esposa ligar com os seios rachados e pedir pra ele levar ao médico .... enfim, sei que ele está pra ser demitido por isso e tá uma confusão só.
Escutei das outras mulheres coisas do tipo, poxa ela não família????? E eu pensei na hora de fazer esse filho eles pediram pra família? Não né, por que na hora de cuidar a família tem mais obrigação que o pai? OPA!!!!
Sabe o meu marido participou de todo meu pré-natal minha médica fazia questão, afinal se ela tivesse que me dar alguma notícia ruim eu não deveria estar sozinha né??? E numa família em que todas trabalham quem deveria estar comigo? Quem fez o filho néeeeeee.
Eu fico bastante chocada a cada gracinha que eu escuto quando meu filho fica doente e meu marido me leva com ele pro médico, é sempre algo do tipo" nossa ela não poderia ir de ônibus? Ela não poderia ir sozinha?", Não eu não poderia por que ele é tão responsável pelo Davi quanto eu.
É claro que a esposa desse meu amigo exagera, se aproveita dele, mas coitado pai de primeira viagem é assim, ele se assusta e sai correndo, poxa se fosse eu a dona da empresa, chamava a atenção dele, mas sem exageros e sem demiti-lo pro ser uma boa pessoa, afinal tudo isso está acontecendo por ele se preocupar em excesso com a neném recém-nascida dele.

****** Editando: Além disso, meu marido chegou a discuir com o Patrão por que ele reclamou e disse que a empresa não era um bordel pra ele entrar e sair a hr que ele queria, por que ele tava se atrasando 30min quando meu filho ficou internado com pneumonia, ele ia visitar o Davi toda manhã, na hr da visita do pai e teve que escutar isso, poxa a gente tava uma pilha com um bebê de 05 meses internado e ainda aguentar isso.

E vocês meninas o que acham?????????????

7 comentários:

  1. Complicado demais, o João tirou férias e ficou um mês comigo e com Alice qnd ela nasceu. O trabalho dele tem horários flexíveis, então ele comparece em todas consultas com o pediatra e tb foi assim o pré-natal todo. Mas cada empresa é diferente, acho que esse pai deveria ele ter conversado com a chefe, e tentado uma negociação com os horários dele, pq a gente é lógico que quer proteger um pai com uma filha RN, mas se todos começam agir assim, as empresas que irão pagar a conta né, não vão mesmo arcar com essa conta...
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. è verdade andrea eu acho isso também, sabe ele deveria tomar uma bela chamada tipo olha, assim não dá, se não for sério não dá pra vc ficar saindo correndo. Mas sabe o meu Marido chegou a discutir com Nosso patrão, por ele reclamar do meu marido chegar 30min atrasado todo dia quando o Davi tava com pneumonia internado, ele tava se atrasando por que o hr de visita do pai era esse sabe. tadinho.

      Excluir
    2. É Jackie, a relação patrao/empregado teria que ser de parceria mesmo, mas é só no título que hoje em dia se chamam os empregados de "colaboradores", as empresas brasileiras ainda tem um conceito muito forte de cumprir horário, muitas vezes nem verificam o trabalho do funcionário, mas TEM QUE chegar na hora...

      Excluir
  2. Olha ter o pai do lado é bom por todos os ângulos, emocional da mãe, do bebe, segurança, apoio, quando meu filho nasceu meu esposo pode tirar férias mais o tempo de descanso normal, ficou dois meses em casa, mas em compensação bb passando mal, vomitando enquanto ele trabalha sempre estou sozinha e sinto muita falta de alguém pra compartilhar as angustias, medos e incertezas de quando se tem um bb doente, acho que toda empresa deveria saber que está lindando com pessoas, isso envolve, família e tudo mais, é claro que não da pra deixar pessoas se aproveitarem da situação, mas sabendo a situação e a verdade acho que não custa nada um pouco de compreensão.

    ResponderExcluir
  3. Tá rolando o sorteio de um perfume importado lá no blog. \o/ PARTICIPE

    http://www.blognossahistoria.com/2012/05/quero-ficar-cheirosa-tambem-1-sorteio.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Acho que vc tem razao n deviam demiti.lo assim... primeiro tinha que chamar a razao dele...
    quem me dera que meu namorido (ou ex ) nao sei pois ele hj saio de kasa, fosse assim...
    Bjo

    ResponderExcluir
  5. Oi.. achei seu blog e estou te seguindo!!! :)

    Sobre o seu post...

    Há casos e casos. Tb acho errada a atitude desse funcionário. Você não pode sair correndo por causa de uma cólica ou por qualquer motivo que não seja urgente!! As vezes fico com meu bebê chorando o dia inteiro por cólica e o máximo que faço é ligar pro meu marido pra pedir pra ele comprar o remédio quando sair do serviço.
    Agora que nem no caso do seu marido, já é sacanagem do chefe. Uma situação séria, delicada.. não custa ter o mínimo de sensibilidade, né?
    O chefe deveria era conversar com esse funcionário e explicar que ele pode sim, sair para atender a RN: quando for urgente!!!

    E concordo suuuper com você: Não fiz o filho sozinha!
    Meu marido me leva em todas as consultas, só não participa porque tem que voltar pro trabalho, mas sempre me leva e me busca.

    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Seu Comentário é Sempre Bem-vindo. Comenta vai.