segunda-feira, 6 de junho de 2011

Refletindo: A vida é uma escola onde não se pode escrever rascunhos.

EU E A RAZÃO DE TUDO ISSO. AMOR EM SUA FORMA MAIS COMPLETA.


Nós sabemos que aprendemos vivendo, mas se compararmos a vida com uma escola , digamos que estamos escrevendo á caneta e sem permissão de usar  corretivo.
Não, eu não to dizendo que não erramos, sim somos humanos, erramos sim, mas esses erros nunca são apagados, no máximo são perdoados, mas ficam pra sempre em nosso histórico.
Então eu vivo a vida pensando nisso sabe, não to pregando que devemos tentar ser perfeitos, por que não dá e seria chato se desse kkkkkkkkkkkkkkkkkkk A questão é que entro em cada coisa pensando em dar certo, em não fazer rasuras na minha vida, em não dizer palavras soltas. Se estou escrevendo em permanente,  To fazendo um livro  e quero amar a obra no final, quero que os meu colaboradores tenham orgulho desta obra e sintam saudade do tempo de sua construção.
Mas tem gente que acha que a palavra dada pode ser retirada, que as feridas que deixamos nos outros são esquecidas, que as promessas em vão nunca serão cobradas. Sabe aquelas pessoas que estão pra casar e vc pergunta “ é isso que vc quer?” e a pessoa te responde “ se não der certo separa”. Affff não se começa algo assim, se não der certo separa, terá ao menos 1 coração partido, famílias abaladas, e uma bela cicatriz no seu passado. Não sou contra a separação, pois ninguém merece viver infeliz, eu sou contra a banalização da vida, de acharmos que sempre podemos corrigir as nossas besteiras sem pensar que daqui a 1 seg podemos estar mortos, e deixando inúmeros erros por corrigir.
Erros, todos cometemos e devemos bravamente assumi-los. Como eu disse a vida não pode ser escrita em rascunho, o tempo pode levar a dor embora mas nunca apagar o que se passou. Eu tenho um primo que morreu brigado com a mãe aos 15 anos, imagina a dor de não ter a chance de se desculpar com seu filho, NUNCA mais?!
 Desde então eu resolvo os meus problemas na hora, não fico curtindo raiva até que passe, pois quando passar pode ser tarde demais, mas também tomo decisões definitivas na minha vida, daquelas que se eu morrer amanhã vou morrer sem arrependimentos.
 Me chamam de impulsiva, mas é na impulsividade que meus reais sentimentos  se afloram e nunca volto uma palavra sequer dita nesses momentos, pedir desculpas não é apagar o que foi feito, é pedir permissão pra errar novamente. Devemos sim nos desculpar se necessário E assumir um compromisso de não cometer o mesmo delito, mas sempre agir com o compromisso de não precisar pedir desculpas, de encerrar seu dia sem corações feridos.
Então é isso, a idéia de hoje foi expor e compartilhar com vocês um pouco da maneira que vejo a vida, o que guia minhas atitudes “impulsivas” é o AMOR de viver, de fazer valer a pena, eu já plantei árvores, eu já tive um filho, já tive que escrever um livro, mas minha obra ainda não está pronta. Mas se acabasse hoje, teria capítulos completos, com todos os pontos, acentos e muitas exclamações!
Bjusssssssssssssssssssss.

2 comentários:

  1. é isso ai !
    Adorei a reflexao !

    bj

    ResponderExcluir
  2. Oi flor, concordo contigo, sábias palavras.. também não guardo rancores, não faz bem à alma e ao coração!! Outra coisa, vixe, fazer a dieta não está fácil.. tenho que me conter toda hora, mas até que estou me saindo bem.. na verdade eu sigo a dieta nota 10 que não há restrições e sim moderações.. é bem fácil de seguir. Mas claro, hoje, TPM pegando não resisti.. acontece, o importante é manter o foco, sempre, na vida, na dieta e nos pimpolhos arteiros também, hahaha
    O aniver dele é dia 24/07, o tema será de ursinhos e estou me descabelando já!! beijos

    ResponderExcluir

Seu Comentário é Sempre Bem-vindo. Comenta vai.